ASCON PANORAMA: PERSPECTIVAS ECONÔMICAS PARA 2023

Terça-Feira, 21 de março de 2023

Evento aconteceu no dia 15 de março com palestra do Presidente do Sinduscon-RS, Eng. Claudio Teitelbaum

 

A Ascon Vinhedos – Associação das Empresas da Construção Civil realizou mais uma edição do evento Ascon Panorama – Perspectivas e Cenários, um encontro para debater a atualidade, com análises de aspectos relevantes e previsões para o ano. Nesta edição, Eng. Claudio Teitelbaum - Presidente do Sinduscon-RS, abordou as Perspectivas Econômicas para 2023, a atuação do sindicato em defesa do setor, o centro de treinamentos disponível online para associados, as ações para segurança no trabalho e as atividades junto a outras entidades do setor.

Contextualizando o cenário global, trouxe a inflação como um dos principais riscos atuais, mas com uma previsão de baixa nas taxas de juros, de até 12% ao ano em dezembro próximo, o que pode refletir positivamente no setor. Para 2023, a previsão é de um crescimento global de 2,9% — inferior aos 3,4% e 6,2% dos dois anos anteriores. Para o Brasil a previsão é de crescimento de 1,2%, inferior aos 5% e 3,1% de 2021 e 2022, respectivamente.

Cláudio lembrou que o setor da Construção Civil cresceu 6,9%, em 2022. O desempenho positivo da construção nos últimos dois anos foi impulsionado por um ciclo de negócios imobiliários iniciado com a pandemia. Foi o segundo ano consecutivo em que o dinamismo do setor superou a economia nacional. A Construção Civil encerrou 2022 com um patamar de atividades 15,76% superior ao período pré-pandemia (2019). Mas, mesmo considerando os resultados fortes do período 2021-2022 o setor ainda está 20,44% abaixo do pico de suas atividades registrado no início de 2014, o que demonstra que o setor ainda tem muito a crescer para recuperar o patamar de suas atividades.

Entretanto, o último trimestre de 2022 mostrou grande retração do setor, diferentemente dos trimestres anteriores, que vinham em crescimento, o que pode ser reflexo dos movimentos políticos enfrentados no período. Em relação às vagas de trabalho, há mais de três anos a construção civil vem registrando resultados positivos na geração de vagas formais. Bento Gonçalves conta com, dados de janeiro deste ano, mais de 2.100 trabalhadores registrados com carteira assinada na construção civil, sendo que cada vaga ocupada gera cerca de quatro vagas indiretas.

Entre os desafios do setor, a principal causa de preocupação é a alta taxa de juros e com a falta de recursos captados os bancos acabam diminuindo a concessão de crédito. Este ponto tem sido mais preocupante que os altos custos da construção civil, que registraram um aumento superior a 50% nos materiais e equipamentos e uma elevação de quase 23% no custo de mão-de-obra (Fonte: FGV/CBIC). “Importante ressaltar que na construção civil, as construtoras, incorporadoras e empreiteiras são muito menores do que os seus principais fornecedores, diferentemente de outros segmentos industriais, causando uma dependência que impacta diretamente nos custos operacionais”, destaca Claudio.

Um ponto que pode sinalizar o crescimento do setor é de que diversas regiões do país já estão conseguindo aumentar o VGV (valor geral de venda) dos imóveis. E, nos últimos meses o número de  lançamentos e de vendas foi proporcional, e, o estoque que em 2020/21 se manteve praticamente inalterado, em 2022 teve recorde de vendas e segue reduzindo. A construção civil, no último ano, teve um desempenho superior aos demais setores da economia e tem expectativas positivas, mesmo com os gargalos do ritmo da atividade econômica, do investimento do Governo e infraestrutura, tributação (registro de imóveis e cartórios), ajustes fiscais, riscos de mão-de-obra, combustível, entre outras variáveis. Cabe ressaltar que dentro da cadeia da construção civil, mais de 90 setores produtivos são movimentados.

 

SOBRE O PALESTRANTE

Mestre em Administração de Empresas e Engenheiro Civil, Claudio Teitelbaum é diretor do Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum e lidera as unidades de negócios de comunidades planejadas, consultoria e de gerenciamento de obras para terceiros da empresa. É presidente do Sinduscon-RS, representante da Joal Teitelbaum no United States Green Building Council e Associado Honorário do IEE – Instituto de Estudos Empresariais. Desde 2016, preside a Câmara de Comércio Brasil Chile e o Comitê das Rotas de Integração da América do Sul.

 

Contato e informações: ascon@asconvinhedos.com.br | (54) 3454.5734

Promoção: Ascon Vinhedos

Apoio: Sinduscon-RS

Patrocinadores


Apoiadores

Índice INCC-M

Janeiro/2024 - N° Índice: 1.088,663

0,23

no mês

0,23

no ano

3,23

12 meses

Nós utilizamos cookies neste site para melhorar a sua experiência de navegação e nosso desempenho, analisar como você interage em nosso site ou ainda para personalizar conteúdos. Para mais informações, consulte nossa Política de Privacidade.

PROSSEGUIR