Ascon Vinhedos e Senai-Cetemo iniciam curso de Pedreiro de Edificações do Programa Menor Aprendiz

Segunda-Feira, 17 de março de 2014

No total, 19 jovens com idade entre 16 e 22 anos, receberão 1.200 horas/aula e já foram contratados por empresas da construção civil de Bento Gonçalves

Na manhã desta segunda-feira, 17, o presidente da Associação das Empresas de Construção Civil da Região dos Vinhedos (Ascon Vinhedos), Diego Panazzolo e o vice-presidente de Finanças, Andrey Arcari, acompanhados do supervisor de Inovação e Tecnologia do Senai-Cetemo, Renato Bernardi, visitaram em sala de aula os jovens aprendizes do curso Pedreiro em Edificações do programa Menor Aprendiz.

O presidente da Ascon deu as boas-vindas aos integrantes do grupo e ressaltou que essa é uma oportunidade de qualificação diferenciada para o mercado e que oferece uma boa rentabilidade aos profissionais que ingressam no setor. “As empresas do setor da construção civil acreditam em vocês e esperamos, em breve, tê-los trabalhando conosco”, enfatizou. O vice-presidente da Ascon também salientou a qualidade do curso e acrescentou que os jovens serão grandes profissionais. Para Bernardi, a participação dos 19 jovens no curso representa uma quebra de paradigmas e quer prepará-los para o futuro.

As aulas tiveram início neste mês de março no Senai-Cetemo com o objetivo de atender a demanda por mão de obra do setor da construção civil em Bento Gonçalves e região. Totalmente gratuito, o curso será frequentado diariamente, das 7h45 às 12h45, por 19 jovens inscritos entre 16 e 22 anos que estejam matriculados e frequentem o ensino regular ou que já tenham concluído o ensino médio.

Com duração de um ano e meio, totalizando 1.200 horas, todos os alunos participantes estão inscritos em uma empresa da área da construção civil, recebendo benefício financeiro e com grande probabilidade de contratação no final do curso. Tal medida visa atender a Lei 10097/2000 que determina a contratação de aprendizes, na proporção de 5% a 15% dos funcionários que demandem formação profissional. O curso conta com quatro módulos que darão noções de carpintaria, pedreiro, elétrica e hidráulica.

O jovem Everton da Silva, 16 anos e estudante da 8ª série no Colégio Estadual Landell de Moura, ficou sabendo do curso pelo pai, que é pedreiro. “Estou motivado para fazer o curso, pois já conheço a profissão”, ressaltou.

Patrocinadores


Apoiadores

Índice INCC-M

Dezembro/2021 - N° Índice: 960,894

0,30

no mês

14,03

no ano

14,03

12 meses

Nós utilizamos cookies neste site para melhorar a sua experiência de navegação e nosso desempenho, analisar como você interage em nosso site ou ainda para personalizar conteúdos. Para mais informações, consulte nossa Política de Privacidade.

PROSSEGUIR